Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

travel blog

Londres como uma «escala» perfeita para os Estados Unidos

A capital de Inglaterra faz parte de um triunvirato de cidades europeias que está no topo das preferências de milhões de turistas. Pode não ter o glamour de Paris ou a história antiga de Roma, mas assume-se como um centro de cosmopolitismo e com uma história suficientemente rica para seduzir os apaixonados por este tipo de destinos. A cidade vale por si. Tem imenso para ver e oferece soluções a quem gosta mais de natureza, história, arte, teatro, cultura de rua ou mesmo deporto (...)

Por que é que o Japão me fez reformar definitivamente a minha mala

Há um bom par de anos que a minha mala de viagem - daquelas médias, bem gira, que normalmente se usa em férias de uma semana ou um bocado mais - não sai do armário. Comprei-a pouco depois de começar a viajar com o Rui - afinal não fazia sentido estar sempre a "cravar" a mala a alguém quando sabia que, inevitavelmente, as escapadelas se iam tornar uma coisa frequente. Gosto muito dela, serviu-me bem. Foi comigo aos Estados Unidos, várias vezes, e à China, e eventualmente a mais (...)

Perseguir o Mundial de Râguebi até ao Japão

O Japão não estava na nossa lista de prioridades no momento em que decidimos fazer a viagem. Aliás, no primeiro momento, logo em 2015, o nosso objetivo não foi necessariamente visitar este país mas sim acompanhar o Mundial de Râguebi. Ainda tínhamos quatro anos de espera pela frente, mas a ideia cresceu e concretizou-se logo no início de 2018 quando garantimos bilhetes para dois jogos em Sapporo. Faltava mais de ano e meio para a viagem (em setembro de 2019), por isso tivemos todo (...)

Uma viagem à capital dos Estados Unidos… com dois bónus

Os tempos eram outros. Os Estados Unidos ainda não estavam no horizonte da Sarah e não foi (muito) fácil convencê-la a aceitar o desafio de ir a Washington. Quando nos conhecemos, eu tinha uma viagem praticamente anual para ir ver todo o tipo de desportos, mas precisei de mais de um ano para a seduzir a seguir o mesmo caminho (e eventualmente fazer crescer a semente que nos levou ao atlas de bolso). Washington e Filadélfia eram duas das minhas prioridades. Como ficam relativamente (...)

Praga - uma escapadela europeia perfeita

Já andávamos nisto das viagens há um aninho quando nos apareceu "no colo" a viagem a Praga. Não que o preço do voo fosse fantástico - na altura contentávamo-nos com pouco - mas calhou aparecer-nos à frente quando andávamos mais para aí virados. (Se calhar foi porque sabíamos que a nossa família ia lá estar umas semanas depois e queríamos ganhar-lhes, quem sabe?) Praga é uma opção formidável para quem anda a desbravar caminho pela Europa - dá para aproveitar num (...)

Como a Rússia é uma aventura ainda antes da viagem

  Ir à Rússia estava nos nossos planos há vários anos mas fomos adiando consecutivamente na agenda para evitar todo o peso burocrático que uma viagem destas carrega. Apesar de já ter ido, não posso dizer que tivesse grande experiência a planear uma aventura destas: foi em 2000, tinha 15 anos e não tive de mexer uma palha. O que é essencial fazer assim que se decidir visitar a Rússia? Um passaporte com pelo menos mais seis meses de validade depois do fim da viagem pretendida, um (...)

Como decidimos fazer uma pitstop de dia e meio em Copenhaga

  Copenhaga inaugurou uma "tradição" que temos tentado cumprir, mas sem stresses: oferecer um ao outro viagens como prenda de anos. Vá-se lá saber porquê, a coisa pegou. Tudo começou com uma fantástica promoção da Easyjet, que nos oferecia voos de ida e volta para a capital dinamarquesa por 44 euros. Os presumíveis contras? Os voos eram em janeiro - quão frio estaria naquela altura? - e, aproveitando aquele preço, só teríamos um dia e meio para aproveitar a cidade. A (...)

Os encantos de Barcelona como prenda de Natal

A esmagadora maioria das viagens que temos feito nos últimos seis anos são a dois mas, em dezembro de 2013, quando visitámos Barcelona, decidimos juntar uma prima e um irmão e fazer um planeamento mais robusto, com desafios aos quais ainda não estávamos habituados e com obstáculos que surgiram pela primeira vez.   A viagem serviu como prenda de Natal e, como habitual, quando se procura fazer planos para mais de duas pessoas, a preocupação em conseguir um pacote mais económico (...)

Berlim, ou "a melhor cidade do mundo e arredores"

  Desculpem-me a excitação. Berlim é (excluindo Lisboa) a minha cidade preferida, e por isso posso dizer que é a melhor cidade do mundo e arredores.   A minha primeira experiência com a capital alemã foi em em junho de 2006. Com 15 anos, em pleno Mundial de futebol, fui mandada de avião ter com uma amiga da minha mãe que lá morava e tive uma semana para explorar a cidade como quis e me apeteceu. Fiquei apaixonada - com a arquitetura, com a história que se respirava a cada (...)

Planear um fim-de-semana em Roma

  A segunda-na-verdade-terceira viagem foi Roma: porque há uma razão para os clichés o serem, certo? Ao contrário de Paris, eu nunca tinha estado na capital italiana - Ele sim, e sabia o que fazer e o que queria mostrar.   (Also available in English)   Claro que ainda não tínhamos aprendido totalmente que (...)